Contra pedofilia, em defesa da inocência (acesse o link)

Exibições: 53

Comentar

Você precisa ser um membro de Casé Fortes para adicionar comentários!

Entrar em Casé Fortes

Comentário de ljalmeida (Leandro J. Almeida). em 27 setembro 2010 às 20:39
Me da o endereço eletrônico deste "camarada" eleito pela ONU, tenho DVD para dar de presente para ele...
Comentário de Carlos José e Silva Fortes em 25 setembro 2010 às 11:52
MUITO INTERESSANTE! COPIEI O TEXTO (ABAIXO). VISITEM O BLOG (LINK ACIMA)

A ONU no dia 28.11.2007 criou cargo de representante especial para combater a violência contra a criança. Este representante tem a responsabilidade de atuar como defensor global das crianças afetadas por pedofilia, prostituição, maus-tratos ou qualquer outra prática de violência, atentando ainda para a aceitação social da violência como disciplina, condenando assim, os castigos corporais, humilhações e insultos.

Consta na resolução da ONU, as penalidades, abrangendo o mundo todo, de todo o tipo de exploração sexual de menores e do sequestro de menores em conflitos armados.

Tudo bonitinho no papel. O que esse representante fez com relação as crianças sequestradas pelas FARC?

Fotos arquivo nadadora
A nadadora Joana Maranhão, revelou para a imprensa na última Quinta-feira, que foi molestada sexualmente por seu treinador quando tinha 9 anos de idade, afetando a sua vida profissional e emocional [video]

“Era dentro do próprio clube e na casa dele, pois ele me levava para os treinos”

“É uma ferida para o resto da vida. Uma ferida aberta que sempre vai sangrar. Tem dias que vai doer mais, tem dias que vai doer menos”

“Comecei a pesquisar. Vi que nenhuma criança se recupera completamente depois de um abuso. Mas tem muita gente que passa por coisas piores. Crianças com abusos de pais, de padrasto”

“Eu só contei para minha mãe no ano passado. Só consegui dizer depois de ter feito terapia, isso dez anos depois. Na época, só falei para ela que queria sair do Náutico. Ela perguntava por que, mas eu não dizia.”

“A mente tem um poder incrível e durante todos esses anos eu tentei convencer a mim mesma que nada daquilo tinha acontecido, que tinha sido fruto da minha imaginação. Mas como uma onda muito forte, dez anos depois eu fui tomando consciência de tudo que eu tinha sofrido. Foi muito doloroso, foi um processo lento. Freqüentei psiquiatra e psicólogo, porque eu precisava colocar aquilo tudo pra fora. Durante esse processo, tudo na minha vida sofreu as conseqüências e com a natação não poderia ter sido diferente. Mas hoje que eu estou bem, consigo falar sobre isso. Parece que saiu um peso”

“Eu não tive coragem (de denunciar), afinal, já tinham se passado dez anos. Que provas eu tinha? E isso tudo aconteceu dentro de um clube, que também viria contra mim. Eu já estava tão abalada. Quanto a ele, a vida e Deus vão dar o que ele merece. Eu não quero de forma alguma saber da existência dele”

“Eu até pretendo, no futuro, fazer algo em relação a outras crianças que sofrem isso e têm medo, têm vergonha de contar para os pais como aconteceu comigo. O medo de cair na piscina vinha daí, pois acontecia dentro d’água inclusive”

“Tinha dias em que me encolhia na cama, e só fazia chorar. Não conseguia que ninguém encostasse o dedo em mim. Eu estava tão vulnerável que praticamente implorei que minha mãe me ajudasse. Eu contei tudo. Foi saindo de uma vez, sabe? Ela ficou parada, chocada, tadinha, me pediu desculpas! Como se ela tivesse tido alguma culpa”

Os pais devem observar em seus filhos mudanças no comportamento e conversar sobre os motivos que estão lhe afligindo. Pode ser algo temporário, pequeno, mas e se o comportamento persistir? Mudanças de humor, insônia, inapetência ou mesmo quando choram por qualquer coisa. Vejo muitos pais taxarem seus filhos de birrentos, sem ao menos investigarem os motivos. Diálogo é tudo!

Entre as características gerais de um pedófilo, estão homens integrados à sociedade, cordiais, sedutores e confiáveis. Adoram contar histórias, têm paciência e pessoalmente tornam-se importantes na vida da criança. Elas não sabem que o perigo as rondam.

Acreditar que o pedófilo é um marginal obscuro, que sofre de transtornos sexuais na solidão, não é exata. Acreditar na figura clássica do "tarado" não cabe aqui. Se a sociedade não compreender corretamente o problema e atentar para o fenômeno da pornografia infantil e suas conseqüências, não haverão chances de combate.

É nessa hora que entra o papel dos pais, desde a tenra idade não estimulando a erotização de suas crianças. Afastem revistas censuradas, programas de tv impróprios e conversas adultas do cenário infantil. Seu pirralho não vai virar um bestinha, porque deixou de fartar-se de porcarias.

Ele apenas se tornará consciente de que, se um adulto vier com intimidades, "coisas de adulto", isto está errado. Além do mais, se a criança presencia em casa atitudes explícitas dos adultos, achará normal executá-las longe dos pais, por mera curiosidade.

Na internet não é diferente. Os pedófilos usam o termo “grooming” [preparação] - São pacientes e solícitos, se prontificam a ajudar sempre. Ao ganhar uma certa confiança, solicitam foto. No envio da imagem, enrolam a conversa para ganharem tempo para captação de informações pessoais com programas específicos. Conseguem captar senhas, listas de contatos e endereços de correios dos amigos. Este programa executável é acionado quando a foto é enviada e também aciona a webcam. Passam a partir disso, a captação de imagens do ambiente da criança, sem que essa perceba. Com material na mao, o pedófilo passa a se utilizar de métodos de coação.

Seu filho saca tudo de internet? Preste atenção, só se afoga quem sabe nadar!

Dentro da jurisprudência do STJ temos, Informativo nº 0342 - Período: 10 a 14 de dezembro de 2007.

"A consumação do crime previsto no art. 241 do ECA (publicar cena pornográfica que envolva criança ou adolescente), para fins de fixação de competência, dá-se no ato da publicação das imagens. Essa é solução que mais se coaduna com o espírito do legislador insculpido no art. 70 do CPP. Dessarte, é irrelevante, para tal fixação, a localização do provedor de acesso à Internet onde as imagens estavam armazenadas ou mesmo o local da efetiva visualização pelos usuários. CC 29.886-SP, Rel. Min. Maria Thereza de Assis Moura, julgado em 12/12/2007"

De acordo com Estatuto da Criança e do Adolescente, "apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente" resulta em pena de prisão de dois a seis anos, além de multa.

Os pais que tomam ciência de que a pornografia infantil e os pedófilos existem, enxergam o ambiente vulnerável da Internet e todas as suas ameaças. Os filhos estando expostos a esse riscos e fazendo parte do processo, devem enxergar nos pais, aliados, que participam ativamente de sua orientação educacional. Os pais não devem escandalizar ou mesmo partir para punições, principalmente com os adolescentes. Estes são ágeis no manuseio da máquina e se privados da navegação por conteúdo proibido, são despertos em suas curiosidades e são capazes de burlar filtros e as proteções implantadas.

Denunciar um pedófilo é o primeiro passo para inibir suas ações. Não seja cúmplice! No Brasil, o Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, atende pelo número 100 - Disque 100

Na França, o escolar aprende nas aulas de informática, dez mandamentos de proteção contra os pedófilos. Não vamos esperar até que as escolas por aqui tomem atitude, vamos adotar algumas regras básicas?

- Não coloque em seu álbum de Orkut ou Fotolog, a foto de crianças com trajes de banho, sumário ou fazendo poses sensuais - uma foto inocente para nós, são encaradas como provocação a sua libido esquizofrênica.

- Não permitam que crianças acessem salas de bate-papo e MSN sem fiscallização. Os pedófilos, invariavelmente se passam por crianças.

- Fiscalize as páginas do ORKUT do seu filho. Ajude a selecionar as fotos, verifique os amigos adicionados e as comunidades relacionadas a ele.

- Endereços de casa ou do colégio, nem pensar! Instrua para não dar o nome dos responsáveis e evitar falar da rotina diária.

A precaução é zelo, é amor! Os danos morais causados por esses perversos, são em sua maioria irreversíveis, portanto, a união contra eles é a nossa única arma!

Download da Cartilha

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Adquira a CAMISA da campanha

 

I_M_P_O_R_T_A_N_T_E   (N_O_V_O):

danleros@bol.com.br

DEVIDO AO GRANDE NÚMERO DE SOLICITAÇÕES, A EMPRESA “DANLERO'S”, ATENDERÁ A PEDIDOS DE

C_O_M_P_R_A_S

DE CAMISAS, NO VALOR NECESSÁRIOS À COBERTURA DOS CUSTOS.

SOMENTE DURANTE OS EVENTOS DO MOVIMENTO “TODOS CONTRA A PEDOFILIA” HAVERÁ

S_O_R_T_E_I_O_S DE CAMISAS G_R_A_T_U_I_T_A_S,

REALIZADOS A CRITÉRIO DO PROMOTOR DO EVENTO.

PARA NOVOS PEDIDOS DE COMPRA DE CAMISAS:

Você quer uma camisa da campanha TODOS CONTRA A PEDOFILIA? Ao usar esta camisa você expressa sua INDIGNAÇÃO contra os crimes ligados à Pedofilia, contra o abuso sexual, contra a exploração sexual de crianças e contra a pornografia infanto-juvenil! Faça parte dessa luta!

1 - Se REGISTRE no BLOG;

2 - Envie um e-mail dizendo o ENDEREÇO da entrega e o TAMANHO da camisa para:

danleros@bol.com.br

*** A*T*E*N*Ç*Ã*O ***

 E-MAIL PARA PEDIDOS DE COMPRAS DE CAMISAS:

danleros@bol.com.br

Membros

Palestra sobre a CPI da Pedofilia

© 2019   Criado por Carlos José e Silva Fortes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço