To: ordemedecencia@hotmail.com
Subject: FW: [Lista] CALE-SE, XUXA! -
Date: Tue, 12 Jun 2012 02:25:47 +0000
Assunto: CALE-SE, XUXA! - por H. L. (Psicóloga)

VI A ENTEVISTA DA XUXA, E ACHEI TARDE DEMAIS PARA REVELAR O QUE PASSOU NA INFANCIA.ELA REALMENTE NUNCA SE PREOCUPOU EM FALAR SOBRE PEDOFILIA, O Q.SERIA PROMORDIAL PARA A FORMAÇÃO DAS PAQUITAS....


Não vi a comentada entrevista da tal Xuxa no Fantástico deste domingo, dia 20/05. Mas não pude ignorá-la por muito tempo, pois a primeira notícia que recebi nesta manhã, logo cedo, foi: "- Cê viu que a Xuxa foi abusada na infância?"
Fora o surrealismo da revelação, ocorreu-me que aquela, certamente, não era a notícia que desejava ouvir logo no início da semana. Afinal, como uma mulher de 50 anos, aparentemente esclarecida, só agora, passado todo esse tempo, resolve falar sobre algo tão grave? E por que me irritou tanto esta informação? Parei para refletir sobre o motivo deste sentimento e, confesso, não foi difícil descobrir.
Esta senhora, lá pelos seus primórdios, vivia no mesmo condomínio do meu irmão, no Grajaú, Rio de Janeiro. Lembro-me das minhas sobrinhas, ensandecidas, indo buscar as grotescas sandalinhas cheias de brilhos no apartamento dela, na esperança de encontrar o Pelé que, vira e mexe, dava as caras por lá.
Desde os seus 20 e poucos anos de idade, ela comanda programas infantis cuja tônica é erotizar precocemente as crianças, transformando meninas em arremedos de mulheres sem se preocupar com sua vulgarização.
Os programas que comandou sempre tiveram como mote atropelar o desenvolvimento infantil em sua exuberância repleta de etapas simbólicas. Pasteurizou os encantos desta fase empenhando-se em exaltar a diferença entre possuir e não possuir os produtos que anunciava ou que levavam sua grife tais como sandálias, roupas, maiôs, lingeries, xampus, bonecas, chicletes, cosméticos, álbum de figurinhas, cadernos, agendas, computadores, sopas, iogurtes, etc., num universo insano onde ela, eternamente fantasiada de insinuante ninfeta, faz biquinho e comanda a miúda plebe ignara.
Cientes estamos todos de que esta senhora, durante muitos e muitos anos, defendeu zelosamente seu polpudo patrimônio utilizando-se da fachada de menina meio abobada que sequer sabia quantos milhões possuía. Costumava dizer que era a sua empresária que administrava suas posses cujo montante alegava, candidamente, desconhecer. Pobre menina rica. E burra, com certeza. Como se fosse possível alguém tão tapada tornar-se tão rica.
Talvez para esconder a consciência que tinha acerca do quanto ajudou a devastar a inocência de tantas gerações de meninas que lhe devotavam a mais pura idolatria, posou de inocente útil usando a mesma máscara que agora reedita para falar, emocionada, do seu mais novo pretenso drama/marketing.
Esqueceu-se que sua audiência, formada, na sua massacrante maioria, por meninas, passou a ser considerada como alvo da desumana propaganda colocando-as como mero veículo de consumo.
Esqueceu-se, convenientemente, de comentar que milhares de garotas pelo Brasil afora foram abusadas sexualmente ao mesmo tempo em que eram, por ela, adestradas a vestirem-se e comportarem-se como verdadeiras lolitas.
Esqueceu-se de que ensinou atitudes claramente ambivalentes para crianças que não faziam a mais pálida ideia do que podiam mobilizar em mentes doentias.
Esqueceu-se de que a erotização tem sido ligada a três dos maiores problemas de saúde mental de adolescentes e mulheres adultas: desordens alimentares, baixa autoestima e depressão.
Esqueceu-se também que as crianças, diariamente bombardeadas com imagens de paquitas como modelos de uma beleza simplesmente inalcançável enquanto corpos reais, torturavam-se perseguindo um modo de serem belas, perfeitas, saudáveis e eternas.
Estimulando a sexualidade de forma tão precoce, essas meninas perderam grande e preciosa fase do seu desenvolvimento natural. E reduzir o período da inocência, certamente, acarretou-lhes desdobramentos nefastos.
Daí para ideia, cada vez mais presente, da infância como objeto a ser apreciado, desejado, exaltado, numa espécie de pedofilização generalizada na sociedade foi, apenas, um pequeno passo.
Num país onde as mães deixam suas crias, por absoluta falta de opção, frente à tevê sem qualquer tipo de controle e sem condições para discutir o conteúdo apresentado, encontrou esta senhora terreno mais que propício para disseminar sua perversa e desmedida ganância por audiência e dinheiro.
Fosse ela uma pessoa minimamente preocupada com a direção que a sexualidade exacerbada e fora de contexto toma, neste país onde mulheres são cotidianamente massacradas, teria falado sobre este suposto drama muito tempo atrás. Teria tido muito mais cuidado com os exemplos de exposição que passava. Teria norteado seu trabalho dentro de parâmetros muito mais educativos e, desta forma, contribuído para que milhares de meninas fossem verdadeiramente cuidadas e respeitadas.
Ou teria simplesmente virado as costas e ido embora.
Logo, frente ao seu histórico, não tem mesmo nenhuma autoridade para sustentar qualquer atitude fundamentada em belos e necessários méritos.
Porque são de grandes valores, bons princípios e atitude exemplares que nossa sociedade necessita de maneira URGENTE.
Portanto, CALE-SE, XUXA!
"O homem leva dois anos para aprender a falar... e o resto da vida para aprender a permanecer em silêncio".
Senhora Psicóloga:
Foi com pesar que li a sua carta,a enésima pessoa que escreve pondo em cheque a entrevista da apresentadora.
É tudo verdade:a erotização das crianças no passado,a comercializaçào excessiva
de produtos infantis,a ganância por lucros e audiência e acrescentaria até mais coisas,tal como o namoro por possível interesse social e financeiro com o Pelé,o filme quase pornográfico envolvendo meninos.
Nada disso, porém, invalida ou diminui a importancia da confissão dela para os meios que trabalham Contra a Pedofilia!Para uma ex abusada,ela até que não fez tanto,porque sabemos que abusados podem virar monstros iguais ou piores que o seu algoz.E ,demorar 36 anos ,(calcula-se)para falar ,não é surpresa.Temos membros nas nossas comunidades que já beiram os 70 e ainda estão bloqueados.Mas será que é tão difícil entender isto,dona psicóloga?A sra se levanta da confortável cadeira seu escritório caríssimo,que brasileiro de classe média nem pode sonhar de entrar e continuar um tratamento,para levantar bandeiras contra esse crime?A senhora faz algum depósito mensal para as ongs que fazem manifestações diariamente?participa ativamente de alguma comunidade de aconselhamento de vítimas em trabalho VOLUNTÁRIO?Não?então,lamento dizer que a Xuxa fez muito mais em prol da nossa causa do que a sra!....A repercussão foi tão grande e tantas denúncias se levantaram da tumba,tantas vítimas se conscientizaram do que estava acontecendo com elas,tantos pais e professores passaram a observar mais...que nem que a Xuxa tivesse tido um bordel com crianças entregando panfletos na esquina...mesmo assim,a confissão teria mérito!...Nunca é tarde para um ato desses,nunca se invalida qualquer gesto que redunde em alerta;nunca seremos o suficientemente bons pra atirar a primeira pedra.
A entrevista não foi surreal como a sra preconiza.Foi até real demais,porque todos que lutamos juntos contra a Pedofilia sabemos que nenhum abusado conta nem quando fica velho!A não ser que alguém financie os surreais orçamentos para uma terapia ,ou algo aconteça na vida do abusado que desencadeie uma dolorosa confissão.Não somos juízes para emparedar o ato dela;nem discutir a intenção do mesmo.Estamos sim,em regozijo, pelo salto dado no movimento que fazemos.Assim,poder agilizar o fechamento do cerco dos tiozinhos,padrinhos,priminhos,vizinhos,etc, que neste justo momento estão bolinando nossas crianças e tendo múltiplos orgasmos com o apavoramento delas.O tormento do medo é o prazer dele.O pedófilo que se preze tem muita paciencia pra chegar lá;
é por demais ardiloso e frio pra se deixar descobrir e infinitamente indiferente às sequelas que a sua presa levará pelo resto da vida.Os meandros do submundo da Pedofilia aprendemos não na faculdade;mas ouvindo desesperadas relatos na internete,ou...infelizmente...aprendemos na carne.

Portanto:
continue falando,Xuxa!e cale a boca abafador de denúncias!

Marília do Rio Apa
Professora,Teóloga
Co proprietária da SOS Abuso Sexual

*nota:omitimos o nome da profissional por motivos éticos.

Exibições: 103

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Download da Cartilha

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Adquira a CAMISA da campanha

 

I_M_P_O_R_T_A_N_T_E   (N_O_V_O):

danleros@bol.com.br

DEVIDO AO GRANDE NÚMERO DE SOLICITAÇÕES, A EMPRESA “DANLERO'S”, ATENDERÁ A PEDIDOS DE

C_O_M_P_R_A_S

DE CAMISAS, NO VALOR NECESSÁRIOS À COBERTURA DOS CUSTOS.

SOMENTE DURANTE OS EVENTOS DO MOVIMENTO “TODOS CONTRA A PEDOFILIA” HAVERÁ

S_O_R_T_E_I_O_S DE CAMISAS G_R_A_T_U_I_T_A_S,

REALIZADOS A CRITÉRIO DO PROMOTOR DO EVENTO.

PARA NOVOS PEDIDOS DE COMPRA DE CAMISAS:

Você quer uma camisa da campanha TODOS CONTRA A PEDOFILIA? Ao usar esta camisa você expressa sua INDIGNAÇÃO contra os crimes ligados à Pedofilia, contra o abuso sexual, contra a exploração sexual de crianças e contra a pornografia infanto-juvenil! Faça parte dessa luta!

1 - Se REGISTRE no BLOG;

2 - Envie um e-mail dizendo o ENDEREÇO da entrega e o TAMANHO da camisa para:

danleros@bol.com.br

*** A*T*E*N*Ç*Ã*O ***

 E-MAIL PARA PEDIDOS DE COMPRAS DE CAMISAS:

danleros@bol.com.br

Membros

Palestra sobre a CPI da Pedofilia

© 2020   Criado por Carlos José e Silva Fortes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço