Esse titulo escolhi pelo fato de que tive um amigo na adolescencia, que quando via ou ouvia alguma coisa totalmente errada trocava o ditado "eu morro e não vejo tudo por "eu vejo tudo e não morro", e ainda acrescentava no final "eu sou forte acabei de ver isso e suportei não morri estou vivo".

Realmente estou aterrorizada com a maioria das pessoas de nossa sociedade, eu sei que é público e notório a grande revolta das pessoas contra a pedofilia, mais ainda assim estamos longe dessa repugnancia ser massificada.

Essa triste constatação tive quando em apresentação de um trabalho escolar, apresentei meus argumentos a favor da proibição das "chamadas pulseiras do sexo". Estava eu a meu ver defendendo um interesse maior que seria a proteção de nossas crianças, que são e assim devem continuar sendo consideradas totalmente incapaz (menores de dezesseis anos) juridicamente falando. Eu ouvi tantos absurdos que me custa acreditar que vieram de pessoas as quais convivo já a alguns anos, e que pelo grau de cultura que teem, "ou deveriam ter ", jamais poderiam ter argumentado (se é que se pode chamar de argumentos as sandices as quais usaram´para defender a venda das pulseiras).

Sei que a pulseira não é a real causadora do grande perigo as crianças, mas ao meu ver é mais um meio do qual estão se valendo estes monstros para em nome de um consentimento falso, ter relações com menores.

Pois bem frases horriveis como "essas meninas que passam de doze anos, são todas umas potrancas, e esfregam na cara dos homens e depois não querem", "se alguém coloca uma pulseira sabendo que, se ela for arrebentada vai ter que dar o que corresponde a cor, tem que dar e não reclamar", "Se a mulher (menor de idade) se oferece o cara vai e come, ele não deve nada, se não tiver sido sexo forçado".

É custoso a mim repetir essas palavras, mas tamanha é minha indignação, que não consigo parar de pensar nisso, pois essas palavras foram proferidas por pessoas, vistas na sociedade como (dignas, descentes, honradas, merecedores de todo respeito), então fico a me perguntar: Se pessoas dignas, descentes e honradas são capazes de pensar e falar assim, o não são capazes as pessoas que não tem essas qualidades.

Já não sei mais em quem acreditar, pois estão a cada dia mais, tentando transformar "crianças em mulheres e homens". Uma criança menor de quatorze anos dependendo o meio em que foi criada e as experiencias a que foi submetida é capaz sim de falar sobre sexo, muitas vezes com desenvoltura superior até mesmo de um adulto, porém o que se deve ter em mente é que ela jamais terá estrutura ´fisica e psicologica de um adulto, e os danos causado a ela por uma experiencia sexual serão irreparaveis.

Então por tudo o que ouvi fui obrigada a finalzar minha apresentação dizendo aos nobres colegas que legalmente alguém que tem até quatorze anos, é considerada incapaz, e que sua vontade só será levada em conta quando houver necessidade de decidir algo a seu favor, que a maioria deles estava convidada a repensar sobre o assunto, pois defender a pratica de um crime tão horivel como a pedofilia estaria os tornando tão pedófilos como os praticantes de tal conduta. De mais a mais deixei claro, que se por obra do destino viesse ao meu conhecimento que algum deles, praticou sexo com menor de 14 anos, eu teria o imenso prazer em denunciá-los, pois eles ao entender da justiça e ao meu entender não seriam os pobres coitados que se deixaram seduzir por uma menina de treze ou quatorze anos, mais sim uns canalhas, tão pedófilos como o que pratica tal ato forçosamente. Ter relações sexuais com "CRIANÇA ATÉ QUATORZE ANOS", é considerado estupro pressumido e ponto, quem faz isso sabe que é crime, portanto quero vocês todos atras das grades.

Exibições: 278

Comentar

Você precisa ser um membro de Casé Fortes para adicionar comentários!

Entrar em Casé Fortes

Comentário de Keroline Alves Cardoso em 26 abril 2010 às 1:11
Apesar de tudo o que sou obrigada a ver e ouvir, quando alguém levanta a bandeira negra em defesa desses monstros; hoje agradeço a Deus por exitirem no mundo pessoas iguais as que tenho encontrado nessa pagina, pessoas como vocês (nos), é que podem tentar mudar a mente doentia da maioria das pessoas.
Pois quem é capaz de se por na defesa de tais monstros, utilizando-se de falácias, para atribuir a culpa ao menor (de um crime que foi praticado contra ele (a)), faz parte da grande maioria de hipócritas de nossa sociedade, que em nome do interesse financeiro e a ansia pelo poder, são capazes de vender a alma ao diabo.
Tenho visto isso e muito, e muitas vezes me sentia sozinha e triste por achar que estou entre uma minoria de pessoas que não aceitam tal atidudes.
Porém hoje me sinto menos sozinha e mais animada pois acredito que juntos podemos nos tornar maioria, quem sabe talvez, maioria absoluta, em um mundo onde não exista pedófilos, onde nossas crianças sejam tratadas com o amor, carinho e respeito que merecem, onde as pessoas reaprendam o sentido do verdadeiro amor.
Comentário de Carlos José e Silva Fortes em 25 abril 2010 às 19:03
Fiquei tocado com sua postagem. "Eu vejo tudo e não morro" resume bem o q tenho passado nos útimos dois anos (especialmente) ao acompanhar os casos (depoimentos, vídeos, fotos, documentos,etc.) da CPI da Pedofilia.

Deixo abaixo um trecho de uma manifestação minha, contra a defesa de um estuprador e aliciados de menores para prostituição, a qual tentava culpar as vítimas pelos atos do réu:

"Por fim, deixo meu repúdio a grotesca tentativa de culpar as vítimas – meninas de apenas 13 e 14 anos de idade! Que já eram prostituídas pelo requerente e outros criminosos há anos! – pelos atos hediondos do réu.

O requerente, ..., deveria ao menos, se dar ao respeito! Jamais culpar uma menor cuja infância foi destroçada por uma família negligente, por seu (do requerente) comportamento covarde e canalha!

O réu não foi “enxovalhado pela mídia” e nem “rotulado de monstro”... tornou-se, de fato, um monstro por suas ações monstruosas, e enxovalhou-se, refestelando-se na lama da covardia e do crime, ao aproveitar-se da desgraça de meninas carentes de família e cuidados mínimos!

Enojado, observo que a velha tática defensiva de falar mal da vítima ainda é ressuscitada de sua tumba e, como um cadáver decrépito, tenta poluir os ventos de Justiça e Piedade que começam a soprar sobre a prostituição infanto-juvenil em nosso país e nossa cidade.

Entretanto, mesmo se a vítima fosse a pior das pessoas – como não é, apesar de ter sido criada desde a mais tenra idade com uma mãe louca e prostituída e um pai negligente (que também responderão por seus atos) – isso em nada diminuiria a perversidade do crime cometido pelo réu, que aproveitou-se da desgraça alheia para seu prazer sexual barato e vão."

Download da Cartilha

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Adquira a CAMISA da campanha

 

I_M_P_O_R_T_A_N_T_E   (N_O_V_O):

danleros@bol.com.br

DEVIDO AO GRANDE NÚMERO DE SOLICITAÇÕES, A EMPRESA “DANLERO'S”, ATENDERÁ A PEDIDOS DE

C_O_M_P_R_A_S

DE CAMISAS, NO VALOR NECESSÁRIOS À COBERTURA DOS CUSTOS.

SOMENTE DURANTE OS EVENTOS DO MOVIMENTO “TODOS CONTRA A PEDOFILIA” HAVERÁ

S_O_R_T_E_I_O_S DE CAMISAS G_R_A_T_U_I_T_A_S,

REALIZADOS A CRITÉRIO DO PROMOTOR DO EVENTO.

PARA NOVOS PEDIDOS DE COMPRA DE CAMISAS:

Você quer uma camisa da campanha TODOS CONTRA A PEDOFILIA? Ao usar esta camisa você expressa sua INDIGNAÇÃO contra os crimes ligados à Pedofilia, contra o abuso sexual, contra a exploração sexual de crianças e contra a pornografia infanto-juvenil! Faça parte dessa luta!

1 - Se REGISTRE no BLOG;

2 - Envie um e-mail dizendo o ENDEREÇO da entrega e o TAMANHO da camisa para:

danleros@bol.com.br

*** A*T*E*N*Ç*Ã*O ***

 E-MAIL PARA PEDIDOS DE COMPRAS DE CAMISAS:

danleros@bol.com.br

Membros

Palestra sobre a CPI da Pedofilia

© 2019   Criado por Carlos José e Silva Fortes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço