Rosi Borges
  • Feminino
  • land bremen niedersachsen
  • Alemanha
Compartilhar no Facebook
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Eventos
  • Fotos (75)
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos (1)

Amigos de Rosi Borges

  • Alex Cesar
  • Maria Auxiliadora Santos
  • Elizangela Almeida
  • Rudáia Correia
  • Anderson Duarte de Oliveira
  • Danusa Biasi
  • Fabricio Santos
  • Cecilia Neves Silveira
  • ORÁCULO DO DELFUS
  • Juliano Aristides C Sousa
  • RMP - Comarca de Itapecerica
  • Fabiana Soares
  • EMERSON ESCOBAR CONTRA PEDOFILIA
  • emerson simoes de castro
  • Iudja Lamounier Timochenco
 

Página de Rosi Borges

 

www.ramelowzone.de

 
Sexueller Missbrauch, Gewalt gegen Kinder, Vergewaltigungen und Morde das sind Verbrechen das Kindern immer wieder angetan wird, und das sogar in der eigenen Familie und Verwandtschaft.

Und niemand hat es gesehen oder wollte es sehen und haben weggeschaut. Niemand stand diesen kleinen Engel bei sie wurden gequält, sexuell missbraucht und letztendlich wurden sie bestialisch ermordet und im Wald verscharrt. Oder die Seele ist bis heute verstummt und es existiert nur noch eine große leere Hülle.

Das schlimmste ist in den letzten Minuten sahen die Kinder kein Lachen sondern diese......!

Meine Seite soll dazu beitragen gegen diese Taten zu kämpfen und wenn es das letzte ist was wir tun, denn niemals mehr darf ein Kind gequält, pervers missbraucht, verschleppt und getötet werden. Diesen Menschen muss das Handwerk gelegt werden. Denn die Seele der Kinder wird für immer verstummen und schweigen.

Ich möchte Ihnen helfen, wie Sie Missbrauch erkennen wie Sie reagieren und wer Ihnen Hilfe sein wird.

Mein Internetangebot ist zur Zeit noch im Aufbau, bitte besuchen Sie mich doch in einigen Tagen noch einmal, dann steht Ihnen mein gesamtes Internetangebot zur Verfügung.

Sie wollen sich auch mit arrangieren gegen Kindesmissbrauch und Gewalt gegen Kinder? Haben Sie Fragen oder Kritik?

Dann mailen Sie mir doch einfach unter info@ramelowzone.de

Ihr Jens Ramelow

 

 

 

 

O QUE È UMA CRIANCA?


Uma criança é um ser humano no início de seu desenvolvimento. São chamadas recém-nascidas do nascimento até um mês de idade; bebê, entre o segundo e o décimo-oitavo mês, e criança quando têm entre dezoito meses até oito anos de idade.

O ramo da medicina que cuida do desenvolvimento físico e das doenças e/ou traumas físicos nas crianças é a pediatria. Os aspectos psicológicos do desenvolvimento da personalidade, com presença ou não de transtornos do comportamento, de transtornos emocionais, e/ou presença de neurose infantil - incluídos toda ordem de carências, negligências, violências e abusos, que não os deixa "funcionar" saudavelmente, com a alegria e interesses que lhes são natural - recebem a atenção da Psicologia Clínica Infantil (Psicólogos), através da Psicoterapia Lúdica.
Os aspectos cognitivos (intelectual e social) é realizada pela Pedagogia (Professores), nas formalidades da vida escolar, desde a pré-escola, aos cinco anos de idade, ou até antes, aos 3 anos de idade.

A infância é o período que vai desde o nascimento até aproximadamente o décimo-primeiro ano de vida de uma pessoa.
É um período de grande desenvolvimento físico, marcado pelo gradual crescimento da altura e do peso da criança - especialmente nos primeiros três anos de vida e durante a puberdade. Mais do que isto, é um período onde o ser humano desenvolve-se psicologicamente, envolvendo graduais mudanças no comportamento da pessoa e na adquisição das bases de sua personalidade.



Estágios da infância
Uma garota deitada na areia.



A infância é um período onde há um grande desenvolvimento da criança, deve-se esclarecer que tais crianças ainda não têm maturidade psicológica suficiente para serem consideradas adolescentes, mesmo tendo o porte físico de um.

Do nascimento até o início da adolescência, os pais são os principais modelos da criança, com quem elas aprendem, principalmente por imitação.
Filhos de pais que os abusam ou negligenciam tendem a sofrer de vários problemas psicológicos, inclusive, depressão.
A principal atividade das crianças são as brincadeiras, as quais são responsáveis por estimular o desenvolvimento do intelecto infantil, a coordenação motora e diversos outros aspectos importantes ao desenvolvimento pleno da criança.


Significado do choro


O choro é o meio mais eficaz para manifestar uma necessidade ou um mal-estar.
Os psicólogos têm procurado identificar os vários tipos de choro com as situações que o motivam.
Assim, distinguem-se geralmente quatro padrões de choro: choro básico de fome, choro de raiva, choro de frustração e choro de dor, e/ou ainda de cansaço e desconforto.

§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§



Em abusadores sexuais de crianças



Uma pessoa que pratica um ato sexual com uma criança é, apesar de todas as definições médicas, comumente assumido e descrito como sendo um pedófilo. Porém, existem outras razões que podem levar ao ato (tais como estresse, problemas no casamento, ou a falta de um parceiro adulto), tal como o estupro de pessoas adultas pode ter razões não-sexuais. Por isto, somente o abuso sexual de crianças pode indicar ou não que um abusador é um pedófilo. A maioria dos abusadores em fato não possuem um interesse sexual voltado primariamente para crianças.

Certos pedófilos mantêm uma relação estável com as suas vitimas, que se justifica normalmente pelo atraso mental que as crianças sofrem. Como está descrito no livro 'Pedófilia Incestuosa' escrito pelos peritos americanos Fredcrich Burnay e Beatrisse Ferreira os pedófilos ao tendo relações com os seus parentes sentem "um nível de poder e subjugação que para eles justifica o acto em si".
Estima-se que apenas entre 2% a 10% das pessoas que praticaram atos de natureza sexual em crianças sejam pedófilos, tais pessoas são chamadas de pedófilos estruturados, fixados ou preferenciais.
Abusadores que não atendem aos critérios regulares de diagnóstico da pedofilia são chamados de abusadores oportunos, regressivos ou situacionais. Um estudo de Abel, G. G, Mittleman, M. S, e Becker, J. V observou que existem geralmente claras distinções características entre abusadores oportunistas e pedófilos estruturados.
Abusadores oportunistas tendem a cometer abuso sexual contra crianças em períodos de estresse, possuem poucas vítimas, geralmente, pertencentes à própria família, possuem menos probabilidade de abusar sexualmente de crianças, e possuem preferência sexual para adultos.
Abusadores pedófilos, por outro lado, geralmente começam a cometer atos de natureza sexual a crianças em tenra idade, muitas vezes possuem um grande número de menores que são frequentemente extrafamiliares, cometem mais abusos sexuais com crianças, e possuem valores ou crenças que suportam fortemente um estilo de vida voltado ao abuso.

No caso de incesto entre pais e filhos, acredita-se que a maioria dos abusos envolve pais que são abusadores oportunistas, ao invés de pedófilos.
______________________________________________________________________


ZetaTalk: GOSTAR DE CRIANCAS


Com relação a crianças e o que pensamos nós, os Zetas, sobre elas. Nós reproduzimo-nos da mesma forma que os humanos.
Nós gostamos muito de crianças. Esta é uma das maneiras mais fortes que aqueles no Serviço aos Outros têm de servir.
As crianças são vulneráveis, e os seus motivos estão a descoberto para quem quiser ver. Elas são transparentes.

Elas podem ser tocadas de diferentes maneiras antes de se protegerem com a armadura dos adultos.
As crianças que nesta encarnação precisam de aprender a segurança podem ser cuidadas sem o pedirem.
Aquelas que nesta encarnação precisam de conhecer a partilha são colocadas junto de pessoas cujas necessidades são maiores que as delas.
As crianças que necessitam aprender sobre confiança são guiadas por adultos que aplaudem os seus passos hesitantes.
As crianças representam uma oportunidade, e esta oportunidade não deve ser desperdiçada.







_________________________________________________________________

ODEIO CRIANCAS!! SERÀ QUE ISSO È NORMAL?


*

Melhor resposta - Escolhida pelo autor da pergunta
Acho que não é bem isso que quer dizer.Na minha opinião, acho que vc não tem paciência com elas, o que acaba fazendo vc pensar que não gosta. Eu tb sou assim.Acho lindas, engraçadinhas, mas bem longe de mim.

Sempre fui ligada à animais de estimação(cães , gatos, etc),o que não me dá tempo pra gostar de crianças.

Não pense assim, amiga. O que vc diz; "Odeio crianças" é muito pesado.Procure dizer que não tem afinidade e não que as odeia. Pense nisso.




Comentário do autor da pergunta:
É acho que vc tem razão...eu não tenho paciência com criança e é isso que me faz acreditar q eu as odeio!
na verdade se for uma criança educada e quietinha eu posso aturar!
bjus!


Atualmente não há comentários para esta pergunta.


Nao .. nao é normal
Odiar é feio . . é generalizar situações. .
provavelmente vc nao goste de crianças birrentas, que gritem ou chorem a toa, masss odiar é muito forte.

sinta a sinceridade das crianças, os sorrisos, os gestos de carinho, retribuem atençao e carinho com amor. e alegram nossa vida tanto quanto uma flor.

Tinho by Tinho



Bem deve se levar em conta que você foi criança que que alguem te amava por tanto você preciza amar as criançãs porque quando elas tiverem sua idade elas vão dizer que vc às amou e vai gostar de você!!!

Eu odeio crianças porque elas fazem brincadeiras que me deixam com raiva... imagina que o ***** do meu cunhadinho... fica me exculaxando >:\
falando que to ficando careka e tenho 20 anosssss >:( e fica falando que meu boné da pier é falçoooo >:( f... da ..p .... XD

EU PENSO ASSIM

Bom ,eeu não acho noormal nao ,mas se você odeia é você quem sabe ,e a menos que você queira ngm vai mudaar a sua opinião ;D
se você odeia crianças tudo bem ,mas minha dica pra você é ,tente gostar nem que seja um pouquinho ,sei que as vezes elas são bem irritantes e chatas mas nem todaas ,goste delas um pouquinho sim ,afinal com elas ,o mundo vai evoluir né ? :)

tita by tita




nossa credo..odiar crianças..que horror colega.. criança é tudo de bom, é uma maravilhoso, sou feliz quando estou com a minha sobrinha de 2 anos e meio, ela me faz rir muito...não sei se é normal não viu..nunca vi uma coisa dessa...alguma criança fez alguma coisa pra vc??



Claro que é, eu também não gosto de crianças, principalmente aquelas escandalosas e hiperativas ou aquelas que ficam me olhando fixamente, credo, é horrível.
Agora, bebê é diferente, acho muito lindo!

Myleide by Myleide


eu tb pensava q odiava crianças..
mas na verdade eu descobriri q odeio a forma q elas são educadas..
qnd vc conviver com huma criança mais de perto, huma q vc possa opinar na educação vc vai se sentir bem melhor e vai ver q elas n são tão ruim assim...
o problema são os mimos d+...
tenta ver melhor isso..

...fica com Deus....


Luzinha by Luzinha



Bem, eu não odeio crianças, só não tenho paciência com elas.
Gosto quando estão alegres e quietinhas, mas se começam a chorar ou fazer bagunça, "toma que o filho é teu!"



Acho que não sirvo pra ser mãe.

Esperava mais by Esperava mais


Amiga, desculpe, mas isso não é normal, criança é sinônimo de pureza e inocência. Não gostar da pureza e da inocência, significa a quê?
Já pensou em fazer terapia?
Beijo!!
zinha by zinha



Claro que não,criança e a coisa mais pura do mundo!
Quantos anos você tem?Talvez você odeie criança porque você gostaria de ser uma!


Fulana by Fulana


seja uma "criança" que vc verá a vida de outra forma, será mais feliz, e se identificará mais com as crianças.
é sério o que estou teclando.

candise "VOTE NULO" by candise "VOTE NULO"



Meu bem...vc odiar seja lé quem for, ou o q for já é maléfico. Vc nw gostar tudo bem....mas chegar a odiar ja passa a ser um desequilibrio. Procure trabalhar esse seu lado, sua saude física e mental agradeçe.
Bjus

gothika loka by gothika loka


eu também num gosto e crianças....nem pretendo ter filhos....devem ser sintomas da modernidade,afinal mulher não existe só para ter bebês....

♥ LOK@ por ti CORINTHIANS♥ by ♥ LOK@ por ti CORINTHIANS♥



Se for impaciente é sim, mas eu acho as crianças tão fofas e lindinhas,se bem que sempre tem uma pentelhinha..rs


violeta by violeta



Conheço mulheres que odiavam crianças e tornaram-se mães dedicadas , e super protetoras

SrtaªDumont by SrtaªDum...



Depende do grau do seu ódio...mas se vc tem dúvidas pergunte a um profissional como psicólogo...etc...


rocha by rocha



Claro, principalmente para quem nasceu já com 20 anos.

Chris0407 by Chris040...



Acho que isso nao é normal nao.
Desculpe





__________________________________________________________________




Violación Sexual


En La Mente Del Violador

Las personas abusivas, incluyendo a los violadores, típicamente piensan que son únicos, realmente diferentes a todas las demás personas y poreso no tienen que seguir las mismas reglas que todos los demás. En vez de ser tan únicos, los abusadores y violadores tienen mucho en común, incluso su patron de pensar y actuar. Algunas de sus características son:

Buscar excusas

En vez de aceptar responsabilidad por sus acciones, el violador trata de justificar su comportamiento. Por ejemplo, "Yo fuí violado de niño" o "Estaba borracho cuando lo hice" o "cuando ella dijo que no, pensé que quiso decir que sí."

Culpar

En vez de aceptar responsabilidad por sus acciones, el violador trata de justificar su comportamiento. Por ejemplo, "Yo fuí violado de niño" o "Estaba borracho cuando lo hice" o "cuando ella dijo que no, pensé que quiso decir que sí."

Redefiniendo

Para variar su táctica de culpar, el abusador redefine la situación para que el problema no radique en el pero si en todo el mundo en general que le rodea.

Fantasías De Éxito

El abusador cree que él puede llegar a ser rico, famoso o extremadamente exitoso de otras maneras, si otras personas no lo estuvieran deteniendo. El que estos obstruyan su camino le hace sentir que está justificado al vengarse, incluso por medio de la violación. El abusador también rebaja a otras personas verbalmente como una manera de engrandecerse a sí mismo.

Mintiendo

El abusador usa las mentiras para controlar la información disponible y por lo tanto controlar la situación. El abusador también puede utilizar las mentiras para mantener a otras personas, incluyendo a la victima, sicológicamente fuera de balance. Por ejemplo, el trata de parecer sincero cuando está mintiendo, trata de verse engañoso aun cuando está diciendo la verdad, y algunas veces se revela en una mentira obvia.

Pretendiendo

Las personas abusadoras a menudo pretenden que saben lo que otros están pensando o sintiendo. Su presunción les permite justificar su comportamiento porque ellos "saben" lo que otra persona pensaría o haría en una dada situación. Por ejemplo: "Yo vi que ella quería que yo lo hiciera."

Por encima de las normas

Como se mencionó anteriormente, un abusador por lo general cree que él es mejor que cualquier otra persona y por lo tanto no tiene que seguir las normas que la gente ordinaria sigue.

Esta actitud es típica de los criminales convictos. Cada preso en una cárcel típicamente cree que mientras todos los demás presos son criminals, "él no lo es". El abusador muestra un pensar "por encima de las normas" por ejemplo cuando dice: "yo no necesito consejos. Nadie conoce tanto de mi vida como yo mismo. Yo puedo manejar mi vida sin la ayuda de nadie."

Haciendo tontos a otros

El abusador combina sus tácticas para manipular a otros. Las tácticas incluyen mentir, hacer sentir mal a la otra persona solo para ver sus reacciones y provocar pleitos entre otros. O tal vez trate de seducir a la persona a la que quiere manipular, mostrando mucho interés o preocupación por esa persona para poder hallarle el lado bueno.

Fragmentación

El abusador por lo general mantiene su comportamiento abusivo separado del resto de su vida, física y sicológicamente. Un ejemplo de esta separación física, es que el abusador solo asalta sexualmente a miembros de la familia pero no a otras personas fuera de esta. Un ejemplo de la separación sicológica, es que el abusador asiste a la iglesia el Domingo por la mañana y asalta sexualmente a su victima, el Domingo por la noche. No mira ninguna inconsecuencia en su comportamiento y se siente justificado en ello.

Minimizar

El abusador sexual elude responsabilidad por sus acciones mediante tratar de que estas parezcan sin importancia. Por ejemplo: "No fue gran cosa"; o "Ella esto quería de cualquier modo."

Ira

Las personas abusadoras realmente no están mas llenas de iras en comparación con los demás. La ira es una herramienta que utilizan los abusadores. Ellos deliberadamente aparentan estar muy enojados para poder controlar las situaciones y a las personas.

Jugadas de poder

El abusador usa varias tácticas para superar la resistencia a su intimidar. Por ejemplo, puede que se salga del cuarto cuando la victima está hablando, o grita más fuerte que la victima, u organiza a otros miembros de la familia o asociados para que "ataquen en grupo" a la victima al rehuirle o criticándola.

Haciéndose la victima

Ocasionalmente el abusador fingirá ser incapaz o actuará como perseguido, para así manipular a otros para que le ayuden. Aquí, el abusador piensa que si no obtiene lo que quiere, él es la victima; y él usa este disfraz de victima para volver a atacar o hacer tontas a otras personas.

Drama y emoción

Las personas abusadoras a menudo tienen problemas para tener relaciones intimas y satisfacientes con otras personas. Sustituyen drama y emoción por intimidad. A las personas abusadoras le parece emocionante el ver que otros se encolericen, se envuelvan en riñas o estén en un estado de alboroto general. A menudo, ellos usan una combinación de tácticas descritas anteriormente para montar una situación dramática y emocionante.

Canal Cerrado

La persona abusiva no dice mucho acerca de sus verdaderos sentimientos y no está muy abierta a que le dén información acerca de como los demás lo perciven. El es sigiloso, cerrado de mente y se justifica solo. El cree estar correcto en todas las situaciones.

Propietario

El abusador tipicamente es muy posesivo. Cree que todo lo que quiere debe ser suyo, y que el puede hacer lo que quiere con algo que es suyo. Este actitud se aplica a posesiones y a personas tambien. Este justifica su comportamiento de controlar, abusar fisicamente, y tomar posesiones de otros.

Glorificandose

El abusador por lo general piensa que él es fuerte, superior, independiente, autosuficiente y muy masculino. Su imagen del hombre ideal es a menudo un vaquero, o aventurero. Cualquier acción o actitud percibida de otra persona que no se conforme a su imagen glorificada es vista como algo muy bajo. de violadores: un tipo es un conocido de la victima, el otro tipo es un desconocido. Los dos tipos de violadores cometen violación porque lo desean y pueden.


FUENTE:
http://www.mvwcs.com/s_mindrapist.html





____________________________________________________________________







ABUSO SEXUAL



A VIOLÊNCIA COMO DOENÇA



Existem quatro categorias distintas de abuso sexual:
pedofilia
estupro
assédio sexual
exploração sexual profissional

Em todas elas, existe necessidade de tratamento tanto dos abusadores, quanto das vítimas. Não é raro ocorrer que a vítima torne-se um abusador no futuro.

Pedofilia

Sinônimo

abuso de menores, incesto, molestação de menores

A Pedofilia é um transtorno parafílico, onde a pessoa apresenta fantasia e excitação sexual intensa com crianças pré-púberes, efetivando na prática tais urgências, com sentimentos de angústia e sofrimento. O abusador tem no mínimo 16 anos de idade e é pelo menos 5 anos mais velho que a vítima.

O abuso ocorre em todas as classes sociais, raças e níveis educacionais.

A grande maioria de abusadores é de homens, mas suspeita-se que os casos de mães abusadoras sejam sub-diagnosticados. Existem 4 faixas etárias de abusadores:
jovens até 18 anos de idade, que aprendem sexo com suas vítimas
adultos de 35 a 45 anos de idade que molestam seus filhos ou os de seus amigos ou vizinhos
pessoas com mais de 55 anos de idade que sofreram algum estresse ou alguma perda por morte ou separação, ou mesmo com alguma doença que afete o Sistema Nervoso Central
e aqueles que não importa a idade, ou seja, aqueles que sempre foram abusadores por toda uma vida

O sexo praticado com crianças geralmente é oro-genital, sendo menos freqüente o contato gênito-genital ou gênito-anal.

As causas do abuso são variáveis. O molestador geralmente justifica seus atos, racionalizando que está ofertando oportunidades à criança de desenvolver-se no sexo, ser especial e saudável, inclusive praticando sexo com a permissão desta. Pode envolver-se afetivamente e não ter qualquer noção de limites entre papéis ou de diferenças de idade.

Quando ocorre dentro do seio familiar (o abusador é o pai ou padrasto, por exemplo), o processo é bastante complicado. Normalmente interna-se a criança para sua proteção, e toda uma equipe trabalha com o clareamento da situação. Por vezes, a criança é também espancada e deve ser tratada fisicamente. A família se divide entre os que acusam o abusador e os que acusam a vítima, culpando esta última pela participação e provocação do abuso. O tratamento, então, é inicialmente direcionado para a intervenção em crise.

Depois, tanto a criança, quanto o abusador e a família devem ser tratados a longo prazo.

Devido ao fato de abuso de menores ser um crime, o tratamento do abusador torna-se mais difícil.

As conseqüências emocionais para a criança são bastante graves, tornando-as inseguras, culpadas, deprimidas, com problemas sexuais e problemas nos relacionamentos íntimos na vida adulta.

§§§§§§


3º Tipo: Psicopatias

Os psicopatas não estruturam determinadas dimensões da personalidade, verificando-se uma espécie de falha na própria construção. Os principais sintomas das psicopatias são: Diminuição ou ausência da consciência moral. O certo e o errado; o permitido e o proibido não fazem sentido para eles. Desta maneira, simular, dissimular, enganar, roubar, assaltar, matar, não causam sentimentos de repulsa e remorso, em suas consciências. O único valor para eles é seus interesses egoístas: Inexistência de alucinações; ausência de manifestações neuróticas; falta de confiança; Busca de estimulações fortes; Incapacidade de adiar satisfações; Não toleram um esforço rotineiro e não sabem lutar por um objetivo distante; Não aprendem com os próprios erros, pelo fato de não reconhecerem estes erros; Em geral, têm bom nível de inteligência e baixa capacidade afetiva; Parecem incapazes de se envolver emocionalmente. Não entendem o que seja socialmente produtivo.
[editar] Ver também



§§§§§§§§§

c) Paranóia – caracteriza-se sobretudo por ilusões fixas. É um sistema delirante. As ilusões de perseguição e de grandeza são mais duradouras do que na esquizofrenia paranoide. Os ressentimentos são profundos. É agressivo, egocêntrico e destruidor. Acredita que os fins justificam os meios e é incapaz de solicitar carinho. Não confia em ninguém


§§§§§§§


Os níveis da consciência ou modelo topológico da mente

O ser humano, no entanto, não se dá conta de todo esse processo de geração e liberação de energia. Para explicar esse fato, Freud descreve três níveis de consciência.

* O consciente (al. das Bewusste), que abarca todos os fenômenos que em determinado momento podem ser percebidos de maneira conscientes pelo indivíduo;
* O pré-consciente (al. das Vorbewusste), refere-se aos fenômenos que não estão conscientes em determinado momento, mas podem tornar-se, se o indivíduo desejar se ocupar com eles;
* O inconsciente (al. das Unbewusste), que diz respeito aos fenômenos e conteúdos que não são conscientes e somente sob circunstâncias muito especiais podem tornar-se.

Freud não foi o primeiro a propor que parte da vida psíquica se desenvolve inconscientemente. Ele foi, no entanto, o primeiro a pesquisar profundamente esse território. Segundo ele, os desejos e pensamentos humanos produzem muitas vezes conteúdos que causariam medo ao indivíduo, se não fossem armazenados no inconsciente. Este tem assim uma função importantíssima de estabilização da vida consciente. Sua investigação levou-o a propor que o inconsciente é alógico (e por isso aberto a contradições); atemporal e aespacial (ou seja, conteúdos pertencentes a épocas ou espaços diferentes podem estar próximas). Os sonhos são vistos como expressão simbólica dos conteúdos inconscientes.

Através da compreensão do conceito de inconsciente torna-se clara a compreensão da motivação na psicanálise clássica: Muitos desejos, sentimentos e motivos são inconscientes, por serem muitos dolorosos para se tornarem conscientes. No entanto esse conteúdo inconsciente influencia a experiência consciente da pessoa, por exemplo, através de atos falhos, comportamentos aparentemente irracionais, emoções inexplicáveis, medo, depressão, sentimento de culpa. Assim, os sentimentos, sonhos, desejos e motivos inconscientes influenciam e guiam o comportamento consciente




§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§




SIGNIFICADO DO CRESCER



1. crescer

Enviado por Danilo Vicari Crastelo .

[Do lat. crescere.]

Verbo intransitivo.

1.Aumentar em volume, grandeza ou extensão:


2.Aumentar em estatura ou altura:


3.Aumentar em intensidade, força ou ímpeto:


4.Aumentar em duração.


5.Aumentar em número ou em quantidade; multiplicar-se:


6.Tornar-se mais longo:


7.Aumentar em volume:


8.Nascer e desenvolver-se; medrar:


9.Fazer crescer; aumentar:


10.Desenvolver-se (em certo estado ou condição):


11.Investir ou avançar, como que crescendo:


12.Aumentar; desenvolver(-se):



( o negativo disto é ,... DESTRUIR O CRESCER:)



_____________________________________________________________________
> Sonhos com Criança


ola tenho muitos sonhos ruins com criança dessa vez foi assim: eu esta em uma escola na parte de cima sei la e la em baixo tinha uma quadra e uma tentando reanimar uma criança que estava com a garganta cortada essa criança divia ter um 5 anos eu la em cima fiquei desesperada o resgate nao chegava eu ligava e nao dava certo aquilo a criança se debatia no chao debatia muito feio parecia exorcismo e eu la em cima vendo tudo que horror meu deus sera que tem significado isso?
incluido em 2009-08-27 08:28:44

Sonhei que tinha uma criança recem nascida de branco nos braços de uma amiga que não a vejo a tempos o que pode ser???
incluido em 2009-08-26 16:34:51

sonhei com um bebê de 2 aninhos. ele é muito fofo saúde, sorridente moreno dos cabelos pretos e ondulados
incluido em 2009-08-26 16:34:16

HOJE EU SONHEI QUE ESTAVA DANDO BANHO EM UMA CRIANÇA BONITA SAUDAVEL, E UM EX NAMORADO MEU QUE JÁ MORREU ESTAVA OLHANDO EU DANDO BANHO NA CRIANÇA.
incluido em 2009-08-26 10:52:53


Sonhei que entrava em um cemitério e logo me deparava com um caixão fechado com várias crianças em volta segurando as alças e elas deixam cair, gostaria muito de saber o significado.
incluido em 2009-08-25 12:36:35

Bom sempre sonho c uma filha d uma colega, na verdade conheçi a filhinha dela a pouko tempo, antes eu só conhecia por fotos e uns 2 meses eu vi a menina dela pessoalmente a filha dela tem 1 ano d idade é uma mesticinha linda eu namoro japones não sei se sonho c ela direto por eu gostar mto d criança japonesa, e sempre sonho c ela, os sonhos q tenho c ela é sempre bom sempre no sonho ela é mto apegada comigo só q não consigo entender pq sonho direto c ela!
incluido em 2009-08-24 18:59:02




sonhei, que eu estava no meu quarto, mais a minha casa era de madeira, e tinha um menino uma criança aparentemente dois anos, de pijama amarelo. ele era palido tinha olheiras roxas bem visiveis, ´percebi que ele estava morto, dai ele pegou meu dedo e me levou a um quarto com um monte de crianças de 2 e 3 anos, todas como ele meninos e meninas mortos horrivel. pensei que voces possam me ajudar, ah descobrr se isso e um pesadelo, ou uma visao, presciso de ajuda, estou tendo pesadelos bem recentes todos iguais
incluido em 2009-08-22 17:56:30

sonhei com uma criança mim dando beijo
incluido em 2009-08-22 16:03:16




sonhei dando a luz a um menino ja grandinho, ele saindo de dentro de mim. issdo é bom ou ruim?
incluido em 2009-08-21 16:57:42

sonhei tinha entrado um casarao, cheio de quarto cada quanto q etrava tinha homen uma mulher estavao armado eu sai correndo de cada quarto ã tiro,dposi em cigida sonhe com vagal de trei eu entrava meu vagal tinha crianca doente e brige com mae da criança para levalala para hospital
incluido em 2009-08-21 15:15:44

sonhei que eu era criança me via de fantasia mais nao tinha ganhado o concurso fiz cara de braba e coloquei uma coroa dourada na minha cabeça
incluido em 2009-08-21 10:28:58

SONHEI COM UMA CRIANCA K ESTAVA AO MEU LADO
incluido em 2009-08-21 10:20:50




sonhei com um criança dentando jogar a outra dentro do poço
incluido em 2009-08-20 07:18:36

sonhei que estava segurando um bebe bonito e eu chamava ele de sobrinho mas ele era filho daminha sogra! e a vizinha da minha sogra tambem tinha um bebe mas era menina e da minha sogra era menino! so que quando ele chorava so se acalmava comigo!!
incluido em 2009-08-19 13:52:24

EU SONHEI QUE UM MENINO DE RUA ENTRAVA EM MEU LOCAL DE SERVIÇO, E ME PEDIA 0. 10 CENTAVOS. O QUE ME ASUSTA É QUE KASE NÃO SONHO, AGORA TO SONHANDO TODA NOITE COM COISAS DIFERENTES





_______________________________________________________________________





Sábado, 17 de Fevereiro de 2007
Quando eu era criança fui vítima de abuso sexual

.

.

.

.

.

Testemunho verídico de Andreia

.

.

.

.

.
"Quando eu era uma criança sofri o abuso sexual, e infelizmente isto afectou todos os aspectos da minha vida - emocional, relacional e espiritual. Por mais de trinta anos sofri como vítima mental daquelas memórias - estava zangada com todos e não conseguia confiar em ninguém. Construía barreiras para evitar qualquer relacionamento de amor. A vergonha e a culpa acompanhavam-me sempre, e convenci-me que era eu próprio que tinha encorajado os avanços dos meus abusadores. Pensava do meu próprio corpo como o meu inimigo; deste modo procurava vingar-me do meu corpo através de vícios, como o tabaco, o álcool, e o excesso de comida. Evitava que as pessoas se aproximassem de mim para que não descobrissem os meus segredos.

Como alguns dos meus abusadores eram homens "respeitáveis" na igreja, eu não conseguia confiar num Deus que parecia ficar indiferente ao meu sofrimento, e que parecia ter permitido que o abuso acontecesse. Por isso rejeitei não só a igreja mas também o próprio Deus.

Silenciosamente sofri durante trinta anos até que chegou o dia quando decidi que não mais conseguia carregar a dor sozinha - precisava de enfrentar o passado, lidar com feridas sofridas e aprender a viver no presente.

Não queria perdoar os meus abusadores, pois não queria subestimar o significado dos seus crimes nem o castigo que eles mereciam. Uma pessoa que sexualmente abusa outra comete um pecado gravíssimo e desta forma justificava o meu desejo por justiça. No entanto, eu estava errada ao recusar perdoá-los, e sabia que se eu não os perdoasse a dor ficaria sempre comigo. Com a ajuda de Deus finalmente consegui perdoar os meus abusadores, e como consequência, Deus eliminou a dor do meu passado."


_______________________________________________________________
Psicologia e reflexão

O papel do psicólogo na garantia dos direitos de crianças e adolescentes

25/03/2010 por psicologiaereflexao

Todos os dias vemos na televisão, nos jornais e na internet notícias de crianças e adolescentes que tem seus direitos violados, seja por abuso sexual, violência, negligência, entre tantos outro exemplos. Diante disso, qual será o papel do psicólogo na garantia dos direitos dessas crianças e adolescentes?

Em primeiro lugar, é essencial a articulação da psicologia com outras áreas. O profissional precisa estar ciente de suas possibilidades e, principalmente, dos seus limites, “sendo o produto social resultante desse trabalho (em conjunto) bem maior que a soma das partes que o produziram”

Além disso, na sua atuação na área jurídica, é fundamental que o profissional de psicologia conheça as diversas políticas públicas para que seja possível fazer o encaminhamento dos casos quando necessário. Segundo Teixeira (Paulo, 2009, p. 163), “
cabe ao psicólogo a importante tarefa de dar voz ao sujeito real, emocional, racional e social existente no sujeito jurídico da modernidade, buscando reduzir a fragmentação que a falta de articulação entre os diversos setores do Estado, somada à ineficiência de muitos serviços públicos, produz, com intervenções desarticuladas e , muitas vezes, imotivadas em seu conjunto, beirando à violação de direitos por parte do mesmo Estado”


Quando a criança ou o adolescente tem seus direitos violados, é necessário identificar o agente dessa violação para então ser possível propor medidas para reparar os danos que causados e prevenir os que ainda possam surgir.


Desirré Machado Teixeira, psicóloga do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP/RJ), afirma que em relação aos casos de denúncias de abuso sexual contra crianças e adolescentes, somente 10% não são verdadeiras. Além disso, ela diz que na maioria das vezes, mesmo diante das provas, os autores do abuso negam a sua ocorrência. Para ela, é função do psicólogo dar voz a essa criança para garantir a efetivação dos seus direitos e a sua proteção.


O artigo nº 4 do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (Brasil, Lei nº 8069/1990) estabelece que “é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”.


Tendo isso em vista, é dever de todos (profissionais ou não) lutar para que essas crianças e adolescentes tenham seus direitos garantidos. Em casos de suspeita de violação desses direitos, é obrigação de qualquer cidadão denunciar ao Conselho Tutelar para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

FAÇA SUA PARTE. DENUNCIE!!!

Referências:

Paulo, B. M. (coord.), (2009). Psicologia na prática jurídica: a criança em foco. Editora Impetus

Estatuto da Criança e do Adolescente.









Retrato de lialins



Respeito à criança

Toda criança tem o direito de ser respeitada
O amor é um sentimento
Lindo que nos traz alegria, tristeza.
O amor nos faz sonhar ter esperança
Faz-nos sonhar como criança
Que brinca de
Paga-paga...
Escondi-escondi...

Pula corda...
Em uma simples brincadeira
Pula de alegria
Não espera nada em troca
Ser criança é viver cheio de esperança
Toda criança tem o direito de ser respeito da
Amada, compreendida ser defendida.

Por seus pais, avos, tios.
Mas na maioria das vezes as crianças
Tem seu direito violado
Por quem menos esperamos
O amor constrói as pessoas que destrói tudo a sua volta
Não destrua a infância de uma criança


Fotos de Rosi Borges

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos de Rosi Borges

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Caixa de Recados (5 comentários)

Você precisa ser um membro de Casé Fortes para adicionar comentários!

Entrar em Casé Fortes

Às 14:09 em 10 setembro 2010, Fabricio Santos disse...
oi add ..seja bem vinda
Em 9:40pm on julho 23, 2010, ORÁCULO DO DELFUS deu para Rosi Borges um presente...
Às 2:05 em 16 julho 2010, emerson simoes de castro disse...
awe estamos juntos nessa empreitada.atenciosamente Emenrson.
Às 15:30 em 11 junho 2010, Rudáia Correia disse...
Oi Rose! Bem-vinda aos meus amigos! Grande abraço
Às 14:06 em 11 junho 2010, Danusa Biasi disse...
Obrigada Rosi!! Estamos juntas nessa luta!!!Um abraço!!
 
 
 

Download da Cartilha

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Adquira a CAMISA da campanha

 

I_M_P_O_R_T_A_N_T_E   (N_O_V_O):

danleros@bol.com.br

DEVIDO AO GRANDE NÚMERO DE SOLICITAÇÕES, A EMPRESA “DANLERO'S”, ATENDERÁ A PEDIDOS DE

C_O_M_P_R_A_S

DE CAMISAS, NO VALOR NECESSÁRIOS À COBERTURA DOS CUSTOS.

SOMENTE DURANTE OS EVENTOS DO MOVIMENTO “TODOS CONTRA A PEDOFILIA” HAVERÁ

S_O_R_T_E_I_O_S DE CAMISAS G_R_A_T_U_I_T_A_S,

REALIZADOS A CRITÉRIO DO PROMOTOR DO EVENTO.

PARA NOVOS PEDIDOS DE COMPRA DE CAMISAS:

Você quer uma camisa da campanha TODOS CONTRA A PEDOFILIA? Ao usar esta camisa você expressa sua INDIGNAÇÃO contra os crimes ligados à Pedofilia, contra o abuso sexual, contra a exploração sexual de crianças e contra a pornografia infanto-juvenil! Faça parte dessa luta!

1 - Se REGISTRE no BLOG;

2 - Envie um e-mail dizendo o ENDEREÇO da entrega e o TAMANHO da camisa para:

danleros@bol.com.br

*** A*T*E*N*Ç*Ã*O ***

 E-MAIL PARA PEDIDOS DE COMPRAS DE CAMISAS:

danleros@bol.com.br

Membros

Palestra sobre a CPI da Pedofilia

© 2017   Criado por Carlos José e Silva Fortes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço